Universidade de Aveiro
  Departamento de Biologia
  Estágio:  «Genética Forense...do local do crime ao laboratório»
Índice

A  Resolução

Devido ás características deste tipo de DNA foi possível tirar conclusões sobre a verdadeira identidade de Anna Anderson. Em 1979 ao ser descoberto uma pequena quantidade de cabelo de esta encontrado no interior de um livro pode-se comparar o seu mtDNA com o do Príncipe Philip e o da mãe da empregada fabril germanico-polaca. Assim concluiu-se que apesar de Anna Anderson e Anastacia apresentarem características fenótipicas idênticas, o seu mtDNA era diferente. Pois o mtDNA de Anna Anderson não apresentava semelhanças com o do Príncipe Philip mas sim com o da mãe da em pregada fabril, Anna Anderson era Franziska Schankowska.

A partir de relatos escritos pelos soldados Bolcheviques aceita-se que Anastacia e Alexei tenham sido em parte cremados antes de serem sepultados.

O funeral oficial da família Romanov realizou-se 80 anos depois da sua suposta morte em Julho de 1918.